Language   
Simple list
Show Filters
Language
Song Itinerary
Date

Author José Carlos Ary dos Santos

Remove all filters
Downloadable! Video!

Memória

Versi di José Carlos Ary dos Santos (1937-1984), poeta portoghese
Musica di Luís Cília.
Nel disco intitolato “Memória” del 1976

Una sintetica eppure precisa ed intensa descrizione del Portogallo e del suo popolo sotto la dittatura salazarista…
Era uma vez um país
(Continues)
Contributed by Bernart Bartleby 2015/9/24 - 14:38
Downloadable! Video!

A cidade

Versi di José Carlos Ary dos Santos
Musica di José Afonso
Nel disco intitolato “Contos velhos rumos novos” del 1969


A cidade é um chão de palavras pisadas
(Continues)
Contributed by Bernart Bartleby 2014/10/16 - 11:45
Video!

Terras de Garcia Lorca‎

‎[1975]
Parole del poeta Ary dos Santos
Musica di Nuno Nazareth Fernandes.‎
Album “Canções de Abril”‎
Garras de Garcia Lorca
(Continues)
Contributed by Bartleby 2012/2/24 - 14:16
Video!

Já chegou a Liberdade

‎[1974]‎
Lato B di un singolo tributo alla “Rivoluzione dei Garofani”‎
Parole di Ary dos Santos
Musica adattata da “Maria Rita (Cara bonita)”, un successo di Tonicha degli anni 60.‎
Sul lato A “Obrigado soldadinho”‎
Já chegou a liberdade
(Continues)
Contributed by Bartleby 2012/2/24 - 11:19
Downloadable! Video!

Obrigado soldadinho

‎[1974]‎
Lato A di un singolo tributo alla “Rivoluzione dei Garofani”‎
Parole di Ary dos Santos
Musica adattata dalla popolare “Vira dos Malmequeres" arrangiata da Pedro Osório.‎
Sul lato A “Já chegou a Liberdade”‎
Obrigado soldadinho
(Continues)
Contributed by Bartleby 2012/2/24 - 11:15
Downloadable! Video!

Os putos

‎[1978]‎
Scritta dal poeta Ary dos Santos

Una canzone che, per certe assonanze e la descrizione minuziosa del mondo infantile, mi ha ‎ricordato la splendida Luchín di Víctor Jara.‎
Solo che l’atmosfera è molto diversa: là quel poco di speranza che trapela, quell’invito ad aprire ‎tutte le gabbie sarebbero stati di lì a qualche anno travolti dalla dittatura; qui “os putos”, per quanto ‎poveri, per quanto affamati, possono inseguire la loro “bola de pano” – la “pelota de trapo” di ‎Luchín – in un Portogallo ormai liberato dal giogo di Salazar.‎
Uma bola de pano, num charco
(Continues)
Contributed by Bartleby 2012/2/20 - 08:54

Protesto [Canção de Coimbra]

Da questa pagina, segnalata da Adriana
Testo/Letra: José Carlos Ary dos Santos
Musica/música: ?

Nota: história deste Protesto.
Para o caso de ter interesse a sua publicação, envio uma "cantiga de protesto". Escrevo-a de memória, pode eventualmente faltar um ou outro verso. A crise estudantil e de acentuada contestação ao regime vigente culmina em Coimbra com a greve aos exames no ano lectivo de 1968/69. A partir da visita do então Presidente Américo Tomás à inauguração do edifício das Matemáticas (17 de Abril, se não erro), sessão em que consegui então estar presente, sendo presidente da Associação o actual deputado Alberto Martins, meu colega de curso nesse ano, as coisas complicaram-se. O presidente da Associação Académica pediu a palavra, que lhe foi recusada pelo Almirante. Depois, já no exterior da sala, nos corredores do novo edifício, houve vaias e recordo-me de um outro colega... (Continues)
"Palhaço lacrimogéneo"
(Continues)
Contributed by Adriana e Riccardo 2006/8/15 - 14:18




hosted by inventati.org