Lingua   

Vampiro S. A.‎

Língua de Trapo
Lingua: Portoghese



Monstro asqueroso
de horrenda feição
Sou um cadáver
em decomposição
Me ergo da tumba
já putrefato
Mais tenebroso
do que o Nosferato
Me chamo vampiro,
vampiro empresário
Eu sugo o sangue…
de qualquer otário
Verme imundo,
semeio a peste
Me alimento da fome
que grassa o Nordeste
Vasculho a cultura,
faço meu saque
Me preparo pro enterro
do Chico Buarque
Me chamo vampiro…
Empresto ruínas,
financio desgraças
no open-market
Sangue coagulado
é o meu capital
Com juros, dividendos
de um vírus letal
Me chamo vampiro,
vampiro empresário
Sou um mostro sujo,
vil e perdulário


Pagina principale CCG

Segnalate eventuali errori nei testi o nei commenti a antiwarsongs@gmail.com




hosted by inventati.org