Lingua   

Regresso

Adriano Correia de Oliveira
Lingua: Portoghese

Lista delle versioni e commenti


Ti può interessare anche...

A cantiga é uma arma‎
(José Mário Branco)
As balas
(Adriano Correia de Oliveira)
Como hei-de amar serenamente
(Adriano Correia de Oliveira)


‎[1965]‎
Versi di Manuel Alegre, dalla raccolta “Praça da ‎canção”.‎
Musica di Adriano Correia de Oliveira e Rui Pato ‎‎(1946-), medico cardiologo, compositore e musicista polistrumentista.‎
Nel disco di Adriano Correia de Oliveira “O canto e as armas” pubblicato nel 1969.‎

Adriano o canto e as armas
E contudo perdendo-te encontraste.‎
E nem deuses nem monstros nem tiranos
te puderam deter. A mim os oceanos.‎
E foste. E aproximaste.‎

Antes de ti o mar era mistério.‎
Tu mostraste que o mar era só mar.‎
Maior do que qualquer império
foi a aventura de partir e de chegar.‎

Mas já no mar quem fomos é estrangeiro
e já em Portugal estrangeiros somos.‎
Se em cada um de nós há ainda um marinheiro
vamos achar em Portugal quem nunca fomos.‎

De Calicute até Lisboa sobre o sal
e o Tempo. Porque é tempo de voltar
e de voltando achar em Portugal
esse país que se perdeu de mar em mar.‎

inviata da Dead End - 13/12/2012 - 14:23


Un anno prima di Manuel Alegre un altro grande resistente portoghese, Luís Cília, scrisse una canzone dallo stesso titolo, Regresso, e molto simile nell'ispirazione...

Dead End - 13/12/2012 - 14:27



Pagina principale CCG

Segnalate eventuali errori nei testi o nei commenti a antiwarsongs@gmail.com




hosted by inventati.org