Lingua   

Pensamentos de Trincheira

Ratos de Porão
Lingua: Portoghese



Não tenho medo
Nem vergonha
Do que fiz ou deixei de fazer
Minha consciência está leve
Como uma bala de um canhão

Eu matei
Eu roubei
E fiz tudo que fizeram pra mim
Não alego inocência
Mas não posso morrer assim

Nesse lugar
Nesse país

Volatar logo pra minha terra
Viver a vida sossegado
E ter como aliado
A cerveja e a solidão
A guerra é a pior desgraça
Que podia acontecer
Tenho medo de estar vivo
Tenho medo de morrer

Mortos pra enterrar
Feridos a cuidar
Sua vida a temer
Mais desgraças a esperar
Agora entendo a razão do seu medo
Estamos fudidos não posso negar
Ainda estou vivo pelo meu próprio erro
A morte está aqui
Podemos sentir!.


Pagina principale CCG

Segnalate eventuali errori nei testi o nei commenti a antiwarsongs@gmail.com




hosted by inventati.org